Como ser um corretor de imóveis excelente?

Em um país de economia promissora como o Brasil, existe uma boa perspectiva de ampliação e desenvolvimento em diversos segmentos, inclusive no mercado imobiliário. Por isso, entender como ser um corretor de imóveis pode ser uma excelente dica para quem está em busca de qualificação e crescimento profissional.

Afinal, quando há um incremento em quaisquer atividades econômicas, também surge a demanda por novos imóveis, necessários para suportar a expansão das empresas que se dedicam a elas. Some a isso o grande déficit habitacional existente no país e teremos uma perspectiva muito positiva para o setor imobiliário.

Ora, para efetivar o imenso volume de negócios que se anuncia, naturalmente, há a necessidade de profissionais de corretagem qualificados. Mas você sabe o que um corretor de imóveis faz ou como fazer para ser um corretor de imóveis?

Então, se está em busca de uma carreira atraente, que pode conferir excelentes ganhos financeiros, horários flexíveis, não tem limite de idade, oferece possibilidade de muita qualidade de vida, confira nossas dicas de como ser um corretor de imóveis:

Como ser corretor de imóveis?

Mas antes de mais nada vamos entender o que é corretor de imóveis: é aquele profissional que fornece consultoria, auxiliando os clientes em todas as etapas da transação imobiliária, seja compra e venda ou locação de imóveis.

Além disso, o corretor é intermediário nas negociações entre comprador e vendedor ou proprietário e inquilino.

Para ser um bom corretor de imóveis, esse profissional precisa saber buscar imóveis de acordo com as exigências dos seus clientes e suas possibilidades financeiras, além de apresentar as propriedades imobiliárias aos interessados. Outra função do corretor de imóveis é saber providenciar toda a documentação do imóvel e das pessoas envolvidas para a conclusão do negócio.

Mas você ainda quer saber o que precisa para ser corretor de imóveis? Claro! Então, vamos lá!

Em primeiro lugar, quem está em busca de entender como ser um corretor de imóveis deve obter qualificação técnica. A primeira medida é fazer um curso de corretor de imóveis, para depois saber como tirar o CRECI, que é o registro profissional da categoria.

Essa medida é muito importante porque houve um tempo em que o mercado imobiliário acolhia de maneira indistinta pessoas que não tinham nenhuma qualificação profissional. Mas desde 1978, quando foi sancionada a Lei Federal nº 6.530, que regulamenta a profissão de corretor de imóveis no Brasil, tornou-se obrigatória a formação técnica para exercer a profissão.

Passo a passo da profissão corretor de imóveis

Sendo assim, o primeiro passo que deve ser dado por que deseja saber como ser um corretor de imóveis, é buscar uma das escolas credenciadas pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI) ou pelos Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis (CRECI) dos respectivos Estados, a fim de obter o título de Técnico de Transações Imobiliárias (TTI).

No curso corretor de imóveis ou TTI, o aluno obterá todas as informações básicas sobre como ser corretor de imóveis, incluindo os aspectos éticos que devem reger o setor imobiliário. A partir da conclusão do curso — que dura de quatro meses a um ano e que também pode ser cursado por meio do sistema de Educação à Distância —, o aluno recebe um diploma e se torna habilitado para obter o registro no CRECI do estado onde pretende atuar.

No curso, o aluno vai ter noções de como vender imóveis e como encontrar clientes, e todas as atribuições do profissional e caminhar no sentido de procurar entender como ser um corretor de imóveis de grande competência.

E já com o documento que atesta a regularidade profissional, o profissional  já saberá como ser um corretor de imóveis  e atuar em todo o território nacional.

Obtenha o registro no CRECI

Portanto, o passo seguinte é obter a regularização junto ao CRECI do estado onde mora ou onde pretende atuar. O registro no CRECI será feito mediante a apresentação dos seguintes documentos:

  • Diploma de conclusão do curso TTI;
  • Carteira de Identidade e CPF;
  • Título de Eleitor com comprovante de votação da última eleição;
  • Certificado de Reservista, para homens com até 45 anos;
  • Comprovante de residência recente (conta de água, luz, telefone e bancários);
  • Comprovante de conclusão do ensino médio;
  • Fotos 3×4 (a quantidade varia em cada estado);
  • Comprovante de pagamento da anuidade, emolumentos e taxa expedida pelo CRECI.

Entenda o que faz um corretor de imóveis

Após a análise da documentação, que dura entre 30 a 60 dias, é emitida a carteira de registro profissional, habilitando-o a exercer as seguintes atividades:

  • Atuar nas funções de intermediação de negócios de compra, venda e locação  imobiliária, como um corretor de imóveis autônomo ou por meio da associação com uma ou mais empresas imobiliárias;
  • Promover a captação de novos imóveis a fim de ofertá-los ao mercado mobiliário ou a fim de atender aos interesses específicos de um comprador em potencial;
  • Prestar serviços de avaliação de imóveis;
  • Montar empresas imobiliárias;
  • Atuar na condição de correspondente imobiliário da Caixa Econômica Federal, ofertando os programas de financiamento do banco e intermediando as assinaturas de contratos de crédito imobiliário.

Enquanto a carteira de registro profissional não sai, é preciso realizar um estágio, que pode ser uma excelente forma de ganhar experiência para os profissionais que ainda não atuam no setor. Aliás, é como estagiário que muitas pessoas ingressam na área.

Em muitos locais, a própria instituição de ensino indica locais para estágios. Busque saber em sua cidade como funciona.

Mas quem quer saber como ser corretor de imóveis autônomo, ou seja, sem vínculos com qualquer imobiliária, executando a sua carreira de modo solo, é preciso ir à prefeitura de sua  cidade para conhecer os procedimentos para atuar no esquema home officce ou ter escritório.

Normalmente, os corretores de imóveis não têm vínculos empregatícios com as imobiliárias ou empreendimentos onde atuam, seus rendimentos são obtidos por meio de comissões sobre as transações realizadas, sejam vendas ou locações.

Mas algumas empresas imobiliárias podem fornecer benefícios como auxílio-transporte e convênios.

Como ser um bom corretor de imóveis: dicas úteis

Algumas medidas vão dar mais chances de o profissional ser bem sucedido na carreira de corretor de imóveis, veja algumas abaixo:

Conheça a praça onde vai atuar

Conhecer em detalhes a praça onde pretende atuar é uma premissa básica que todo corretor de imóveis deve procurar atender. Afinal, grande parte do que o profissional vende como serviço está relacionado justamente às informações sobre o mercado imobiliário, que variam bastante de cidade para cidade e até de região para região em uma mesma cidade.

Portanto, é fundamental identificar os bairros onde pretende atuar, conhecendo ruas, pontos de referência, situação de infraestrutura — incluindo escolas, serviços bancários, serviços públicos, entre outros — e tudo o que diz respeito ao interesse das pessoas que compram e que vendem imóveis ou que ofertam ou buscam imóveis para locação.

Naturalmente, o corretor pode escolher uma praça específica onde deseja atuar e também definir determinados tipos de imóveis com os quais pretende trabalhar. Aliás, esse é um caminho interessante, escolhido por muitos corretores que se tornaram referências nas áreas que atuam.

Assim, há corretores de imóveis especializados na venda de terrenos e outros que trabalham somente com galpões. Há também os que são especialistas em imóveis de alto luxo, ao passo que muitos preferem o segmento dos imóveis populares.

Contudo, qualquer que seja a área onde você escolha atuar, é indispensável ter total domínio sobre ela. Esse domínio pode ser adquirido previamente, por meio de pesquisas sobre a realidade do mercado. Porém, não resta dúvidas de que o exercício da profissão é uma das melhores escolas nesse sentido.

Domine todas os trâmites da transação imobiliária

As transações que envolvem a compra e a venda de imóveis e aquelas que dizem respeito às locações implicam em uma série de expedientes burocráticos e técnicos que precisam ser dominados pelo corretor.

Afinal, ainda que não seja obrigação do profissional de corretagem cumprir várias das funções burocráticas — como providenciar o registro de uma escritura, por exemplo, função que, muitas vezes, é delegada a um despachante —, é importante ter um conhecimento sobre todos os processos.

Com esse conhecimento, é possível acompanhar de maneira mais apropriada a evolução dos negócios e providenciar para que sejam adotadas as medidas necessárias para que as negociações transcorram da melhor forma possível.

Aliás, quem conhece bem todos trâmites pode até tomar a dianteira na solução de quaisquer pendências que possam travar um negócio, sem depender da capacidade de outras pessoas.

Procure uma qualificação de nível superior

De fato, o curso TTI oferece muitas informações sobre a rotina do mercado imobiliário. Porém, o exercício da profissão e o aprimoramento na formação também são importantes para que o corretor evolua no setor.

Então, além da qualificação como TTI, existe a possibilidade do profissional expandir os conhecimentos que já tem ou, ainda, é possível ingressar na profissão também por meio de um curso de formação superior.

Vale ressaltar que o curso TTI é reconhecido pelo Ministério da Educação e oferece formação de nível médio em Gestão de Negócios. Contudo, quem deseja uma formação de nível superior, o que é bastante aconselhável, pode também buscar um curso de graduação como tecnólogo.

Para o setor, são ofertados os cursos Gestão Imobiliária e Negócios Imobiliários, que preparam os alunos para o exercício da profissão de corretagem de imóveis e concedem o diploma de graduação em nível superior.

Além dos saberes que são próprios da gestão de negócio, vistos no curso TTI, os cursos superiores da área também oferecem outras informações importantes para o desenvolvimento profissional e pessoal, inclusive nas áreas de Psicologia, Sociologia e História.

De qualquer maneira, na hora de buscar mais qualificação, a dica é sempre buscar o CRECI ou o Sindicato dos Corretores, para entender sobre os cursos que são oferecidos e quais são as instituições confiáveis e reconhecidas por esses órgãos.

Como ser o melhor corretor de imóveis?

Existem algumas condições que são inegáveis para quem quer entender como fazer para ser um corretor  de imóveis, como o curso TTI, o conhecimento das praças e dos trâmites das negociações, mas existem características individuais que são imprescindíveis para quem quer se destacar na profissão:

Honestidade: muitas vezes os corretores de imóveis estão lidando com os sonhos das pessoas, seja um casal que está em busca do primeiro apartamento ou até mesmo uma família que precisa de uma residência maior porque cresceu e precisa de mais espaço. E não tem nada pior que descobrir que seus sonhos foram desfeitos por falta de ética do profissional envolvido.

Responsabilidade: é preciso arcar com os compromissos assumidos com seus clientes, especialmente no caso dos corretores autônomos que não terão um superior hierárquico para cobrá-los. Fique atento a isso e entenderá como ser um excelente corretor de imóveis.

Proatividade: para saber como ser um corretor de imóveis excelente não espere as oportunidades de negócios chegarem até você, vá em busca delas. Essa é uma chave que vai ajudá-lo a entender como ser um corretor de imóveis bem sucedido. Por isso, busque clientes na internet, use as redes sociais, ouça seus clientes e esteja atento às suas necessidades, esteja alerta para captar imóveis e clientes nos mais variados locais.

Jogo de cintura e persuasão: não se esqueça que, antes de mais nada, o corretor é um vendedor, então saiba negociar. Às vezes, é preciso entender quando dar um passo adiante ou mudar suas estratégias para fechar um negócio satisfatório para todos.

Seja apaixonado pelo que faz: quem ama a sua profissão tem mais chances de entender como ser um corretor de imóveis espetacular, pois vai lidar de uma maneira muito mais positiva com todas as oportunidades e desafios que surgirem na carreira.

E então? Respondemos a sua pergunta: “Como faço para ser corretor de imóveis?”. Mas  se ainda tem alguma dúvida sobre como ser um corretor de imóveis ou se deseja dar a sua opinião sobre o assunto, aproveite para deixar um comentário.

4 comentários em “Como ser um corretor de imóveis excelente?

    1. Ana,
      Busque uma das escolas credenciadas pelo COFECI ou pelo CRECI, dos respectivos estados, a fim de obter o título de Técnico de Transações Imobiliárias (TTI).

Deixe uma resposta